Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘manteiga’

SOMOS TODOS CHOCOLOVERS. FOTO: RO.

Por Cláudia Crotti e Marcele Policarpo

Siim! Com a Páscoa chegando todos pensam em CHOCOLATE! Pode  ser branco,  preto, amargo, ao leite, com nozes, com amendoim ou passas, em formatos variados todos se deliciam com a visita do coelhinho.

Antes de cair de boca nas guloseimas é preciso conhecer um pouco mais sobre cada chocolate. Por exemplo, quando a Xuxa cantava: “De chocolate choc choc chocolate bate o meu coração”, ela poderia muito bem estar falando do chocolate amargo. O chocolate amargo apresenta sabor mais forte devido a maior quantidade de massa de cacau na sua composição, alguns têm 60% ou mais.

Tendo, desta forma, mais flavonóides, substâncias amigas do coração! Ela reduz os danos nas células que recobrem a face interna dos vasos sanguíneos causados pela oxidação do colesterol “ruim” (LDL), além de reduzir a tendência à agregação plaquetária que conduz a formação de placas de ateroma (composta especialmente por gordura e tecido fibroso), que são responsáveis por infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral. Além disso, os flavonóides controlam a pressão arterial.

São muitos benefícios no chocolate! Mas não fique aí pensando: ah, agora vou comer uma barra de chocolate amargo por dia! Saiba que três quadradinhos por dia (30g) já trazem todos esses benefícios. Por isso não exagere nas quantidades! O chocolate contém alto teor calórico, 100g do chocolate tem em média 524 kcal.

O queridinho dos brasileiros é o chocolate ao leite, composto por 25% de cacau, açúcar e leite. Ele apresenta sabor mais suave que o chocolate amargo.
Assim como o chocolate amargo, o recomendado é não exagerar na quantidade, ele contém em média 554 kcal a cada 100g. Já o chocolate branco é obtido através da mistura da manteiga de cacau com outros ingredientes, por este motivo sua coloração é mais clara. Esta guloseima, apesar de suas propriedades sensoriais, não apresenta nenhum benefício à saúde. Além disso, 100g de chocolate branco contém em média 564 kcal.

As propriedades destes chocolates podem ser aumentadas quando em sua composição contiver algum alimento como: nozes, castanhas, pimenta, entre outros.

Outra opção é o chocolate diet. Os chocolates normais apresentam em sua composição alto teor de açúcar e gordura. No chocolate diet a substituição do açúcar pode dar-se através do isomalte, entre outros, onde as características físico-químicas do chocolate continuam satisfatórias. Além disso, o valor calórico deste tipo de chocolate pode ser diminuído através da diminuição na concentração de gordura. Este tipo de chocolate é destinado aos diabéticos ou apreciadores de produtos diet.
100g de chocolate diet contém em média 520 kcal.

Sem esquecer do chocolate orgânico, tendência entre os consumidores que buscam uma melhor qualidade de vida e do meio ambiente. A produção é feita a partir do cacau orgânico, sem a utilização de agrotóxicos. Os alimentos orgânicos – não custa repetir – além de não conterem produtos químicos, têm como objetivos a proteção ao meio ambiente, a sustentabilidade, a otimização do uso dos recursos naturais e socioeconômicos disponíveis, bem como o respeito à integridade cultural das comunidades rurais, entre tantos outros benefícios. Existem muitas marcas investindo no chocolate orgânico, podendo encontrá-las nas prateleiras dos supermercados brasileiros. Na descrição dos ingredientes do produto, encontramos não apenas o chocolate como orgânico, mas o açúcar e a manteiga também.

Agora que você já sabe as propriedades, os benefícios e a composição de cada chocolate, aproveite as dicas e faça ótimas escolhas na hora das compras de Páscoa! Mas lembre- se, não exagere nas quantidades!!

A equipe do RO deseja aos leitores uma ótima Páscoa!!! Bjos


Chocolate Orgânico

Anúncios

Read Full Post »

Lasagne al pesto by Daniela Scheifler

Que tal dar uma paradinha na dieta e curtir o domingo com “una bellissima lasagna al pesto” à la italiana?  Nossa querida amiga e também blogueira Daniela enviou especialmente para o RO uma receita especial direto de Novara, Itália. Deu água na boca? Então, “bora” fazer…

Por Daniela Scheifler*

Eu faço a lasagna al pesto de forma bastante simples e rápida. Primeiro, porque não faço a massa da lasagna em casa. A compro no mercado ‘quase’ caseira, assim como a besciamella (molho bechamel) e o pesto alla genovese que se encontram aqui ‘quase’ caseiros, também. De todo modo, o manjericão nessa época do ano é difícil encontrar em abundância aqui, ao contrário do que acontece no Brasil.

Lasagne al pesto (porção para 4 pessoas)

Ingredientes para o pesto

Muito, mas muito manjericão
6 dentes de alho
1 mão cheia de nozes
1 copo de óleo de oliva extra virgem
100gr de queijo pecorino (feito com leite de cabra)
100g de parmesão

Modo de fazer: com exceção dos queijos, bata tudo no liquidificador. Por fim, adicione os queijos já ralados. O molho deve ser fluído e consistente, ao mesmo tempo. Caso fique muito pastoso, adicione mais óleo de oliva. Caso, fique muito fluído, adicione mais manteiga.

Para a massa:

500gr de massa de lasagna (lasanha)
100gr de parmesão ou de mozzarella di bufala

Outro ingrediente que não se encontra facilmente pronto no Brasil e, em outros países fora da Itália é a besciamella (molho de origem francesa), feita com farinha, leite e manteiga. Eu recomendo que se substitua por creme de leite. Ou se você quiser fazer em casa, faça assim:

Besciamella:

Em uma panela coloque 50gr de manteiga com o fogo baixo. Depois adicione 50gr de farinha e mexa bem até dissolver a farinha na manteiga. Adicione 1 copo de leite e deixe cozinhar em fogo baixo por 20 minutos. Por fim, adicione sal e pimenta à gosto e se quiser nozes raladas. Deixe esfriar um pouco.

Depois é só montar a lasagna: unte uma fôrma com manteiga, coloque a massa da lasanha, a besciamella, o pesto e o queijo parmesão, ralado ou em fatias. Siga assim até a última camada. Coloque no forno o tempo indicado para a massa que estiver usando. Por fim, termine decorando com umas folhinhas de manjericão e Voilà.

Sirva com um vinho tinto delicado e frutado.

Buon appetito!

*Daniela Scheifler é astróloga, professora de português, licenciada pela UFRGS. Atualmente ensina no Istituto Brasile-Italia, http://www.ibrit.it. Ela é professora de italiano, nível C1 e studantessa di lettere presso l’Università del Piemonte Orientale, Amedeo Avogadro. Mais informações acesse o blog Baile no Céu.

Read Full Post »